O assunto da vez é Lady GaGa (a cantora pop favorita do momento, inclusive minha!) na capa da revista Elle com visual “normalzinha” considerando o seu estilo diferente/bizarro de sempre. O ensaio ficou muito legal na minha opinião, glamuroso e sem as extravagâncias meio cara de psicopata de sempre.

Mas os créditos por estas produções de Gaga, não se devem somente a ela com sua criatividade ao extremo, a verdade é que por trás de toda grande celebridade existe um grande Stylist. E o grande cérebro criativo que auxilia Gaga nas produções é o japonês Nicola Formichetti e uma equipe de stylists, equipe que foi apelida pela própria Lady de House of Gaga.

Formichetti é diretor criativo e diretor de moda da Vogue Hommes Japão, editor de moda senior da Another Man e editor colaborativo das revistas V, V Man e Another. Além de ser stylist também de Ashton Kutcher, Scarlett Joahansson e Justin Timberlake. Logo podemos ver que o cara é poderoso no assunto, sabe bem o que faz.

Em uma entrevista para o New York Times, ele falou sobre as peças que Gaga usa, devem ser coisas originais, em suas palavras: “precisa ser algo que nunca ninguém tenha visto antes, algo que seja ultrajante e que talvez algumas pessoas odeiem. Isso é o que amo nela, é bem parecido com meu trabalho”.


Daí vem o fato porque Lady Gaga ter se tornado um absoluto sucesso, além da música pop bem feita, contagiante e moderninha, com inspirações vindas direto do universo alternativo/boêmio de Nova York, seu visual original, chamativo, extravagante e inúmeros outros adjetivos que já ouvimos falar, foi o grande marketing para apresentá-la como uma inovação no mundo pop, porque se ela não fosse bizarra seria apenas mais uma cantora-pop-loira-bonitinha-sexy-americana.

Porém, antes da capa “normal” da Elle um dia Gaga já foi gente como a gente, mas já dava sinais de que gostava de um figurino mais extravagante.

Stefani Joanne Angelina Germanotta antes de ser Lady Gaga, participava de festivais de talentos e escrevia músicas, já escreveu para Britney Spears e The Pussycat Dolls. O que poderia não imaginar é que um dia seria mais top top no mundo pop do que elas.

O seu visual para fotos era normal, até mais bonita na minha opinião, mas nas apresentações ao vivo já mostrava figurinos mais exêntricos, no limite provavelmente de seus recursos para investir em produção.

O efeito Lady Gaga deve-se sem dúvida ao seu visual pessoal e ao visual e efeitos de seus clipes que seguem a mesma linha de bizarrices. Nicola Formichetti como um bom stylist sem dúvida auxília não só no figurino mas em toda a postura e atitudes que devem ser mostradas por Gaga.

Tanto as roupas únicas e extravagantes como sua poker face (cara de paisagem) para tudo e para todos são o grande trunfo do seu mega sucesso.

Stefani Germanotta - 2005

Logo, o que lhe faltava mesmo era conhecer um ótimo produtor musical, o bom marketeiro, um excelente stylist e um cabelo loiro para ser Lady Gaga!

Lady Gaga - 2008

Anúncios